Atualmente, muito tem se falado sobre a importância de fazer um bom Marketing Pessoal e se promover para alavancar a carreira. Independente do cargo ou área de atuação, é importante a todo profissional investir em técnicas que divulguem seu trabalho e mostrem o seu valor.

Marketing Pessoal diz respeito a uma série de estratégias utilizadas para fortalecer sua imagem profissional. Seu maior objetivo é a promoção pessoal, ou seja, tem a intenção de dar destaque aos seus conhecimentos, habilidades e trajetória, para que você seja visto como uma autoridade e referência dentro de sua área.

Já o conceito de Marca Pessoal é um pouco diferente, se referindo a um conjunto de características que te definem. É a sua essência, o seu DNA. Em resumo, aqueles aspectos de sua personalidade que te transformam em alguém único, diferente dos demais.

Marca Pessoal são os elementos que te ajudam a gerar empatia e identificação com sua audiência, enquanto que o Marketing Pessoal são as estratégias que visam obter maior taxa de conversão ou uma ação mais direta por parte do público.

O fato é que, para se destacar no meio da multidão, é fundamental que você trabalhe bem sua marca pessoal. Mas lembre-se:

“Sua marca pessoal não é sobre você — é sobre o seu valor”.

Talvez você esteja se perguntando “Como assim? Não são as minhas características?”. A resposta é sim e não. Calma, que a gente já te explica!

Características da Marca Pessoal

A Marca pessoal tem tudo a ver com o seu DNA, com aquilo que te torna único. Mas promover uma marca é mais do que isso; é imprimir o seu propósito e valores em tudo o que você faz. É mostrar o que diferencia o seu trabalho dos demais, o que te destaca como profissional, justamente por carregar aspectos que são só seus.

É importante entender que a sua reputação e a confiança que o público deposita em seu trabalho não diz respeito apenas ao seu conhecimento técnico e experiências. Construir uma Marca Pessoal forte te dá visibilidade e destaque no mercado para além das empresas em que você trabalhou ou clientes no seu portfólio.

O termo “Personal Branding”, além de ser uma palavra que está na moda esses dias, diz respeito a fazer a gestão de sua marca. Ou seja, é sobre alinhar suas ações e posicionamentos, de forma coerente, para que o público compreenda claramente quem você é e qual o seu valor, aquilo que você tem a oferecer.

Mesmo que você ainda não enxergue a si mesmo como uma marca, sabe que suas ações mostram um conjunto de suas características ao mundo e transmitem uma mensagem, não é mesmo? Por isso, não tenha dúvidas de que as pessoas já têm uma opinião a seu respeito.

Construindo sua Marca Pessoal

Construir uma marca pessoal requer muito planejamento e tomadas de decisão. Você deve pensar em sua aparência, linguagem, postura, comportamentos e motivações. Pense em como você deseja ser lembrado pelas outras pessoas. Quais características deseja que sejam marcantes? É nelas que você deve começar a investir.

Mas vai um alerta: cuidado para não confundir as coisas. Personal Branding não é sobre fazer autopropaganda ou sobre falar de si mesmo e enaltecer suas qualidades. É sobre quem você é, sobre o que tem a oferecer de útil e relevante para o seu público, e sobre como você se comunica e entrega esse valor.

Investir em Personal Branding é escolher os assuntos e características que você deseja associar com a sua marca, focando na mensagem que você quer compartilhar com as pessoas que te acompanham. Você pode ter uma personalidade mais extrovertida e adorar contar histórias, por exemplo — com isso, você pode incorporar elementos de storytelling na sua comunicação e se diferenciar por esse aspecto.

Caso você ainda esteja com alguma dúvida, dá uma olhada em quantas vantagens o Personal Branding pode trazer para sua marca:

  • Divulga seu trabalho;
  • Amplia o alcance do seu conteúdo e de sua mensagem;
  • Destaca o seu diferencial e suas maiores qualidades;
  • Gera conexão com o público e promove relacionamentos com pessoas realmente interessadas no que você tem a oferecer;
  • Entrega valor real para seu público;
  • Ajuda na construção de uma imagem e reputação na sua área de atuação;
  • Aumenta sua credibilidade no mercado, gerando maior confiança em seus clientes e parceiros;
  • Amplia sua rede de contatos, potencializando suas chances de fechar negócios ou alcançar um cargo almejado.

Passo a Passo

Agora que já entendemos as nuances que diferenciam a Marca Pessoal do Marketing Pessoal, discutiremos algumas estratégias que você pode começar a aplicar hoje mesmo para trabalhar seu Personal Branding. Por onde começar:

  1. Invista em Autoconhecimento: o primeiro passo envolve olhar para dentro e fazer uma autoavaliação. Afinal, antes de se mostrar para o mundo, você precisa saber o que tem para mostrar, não é mesmo? Por isso, é importante que você tenha clareza sobre o seu propósito. Se pergunte o que mais te motiva: qual é a razão que te faz levantar da cama todos os dias? Você tem alguma motivação que vai além de você? Qual o legado que deseja deixar para o mundo? Descobrir isso ajudará a definir todas as suas ações. Pense também em quais são os valores mais importantes e que estão presentes em tudo o que você faz. Alinhe essas questões com seus objetivos profissionais e, assim, passará uma mensagem sincera e autêntica para seu público;
  2. Conheça seus pontos fortes e busque melhoria contínua: praticando o autoconhecimento, você logo descobrirá quais são suas maiores características, aquelas que fazem com que você se destaque de maneira positiva e de acordo com seus valores – estes são os seus pontos fortes. E, mantendo uma postura aberta, você sempre buscará melhorar e se desenvolver. Assim, pode escolher habilidades e competências que deseja desenvolver e se focar nelas;
  3. Crie sua marca: utilizando seu conjunto único de característica, seu DNA, crie uma marca que faça com que você seja lembrado. Aqui entra tudo – seu logotipo, paleta de cores, linguagem e vocabulário, vestimenta, postura, tudo aquilo que te diferencia e te torna marcante aos olhos dos outros. Se quiser se aprofundar nesse assunto, recomendamos esse artigo da Rock Content sobre os fundamentos da sua marca pessoal;
  4. Se destaque: construir uma marca pessoal forte tem a ver com conseguir se destacar no meio da multidão. Para isso, você precisa colocar em evidência características que chamem a atenção de sua audiência, estabelecendo uma conexão entre vocês. Sempre tente ir além, pensar em soluções inovadoras e num jeito único de fazer as coisas. Este será o seu diferencial;
  5. Defina o seu valor: seu valor vai muito além da precificação de seu produto ou serviço, combinado? Valor diz respeito a todo o conjunto de seu trabalho, desde seus conhecimentos técnicos até a forma como você entrega o resultado final. Quanto mais utilidade prática seu conteúdo ou soluções tiverem, maior será a percepção de valor que as pessoas terão sobre o seu trabalho;
  6. Conheça seu público-alvo: construir uma marca envolve se comunicar com alguém, por isso, é fundamental que você saiba com quem está falando. Conheça as dores, sonhos e desejos de seu público, assim poderá ajudá-lo a encontrar melhores soluções;
  7. Esteja sempre atento aos feedbacks: escute as pessoas ao seu redor, saiba qual imagem elas já têm pré-concebida sobre você, pois é a partir daí que você começará a fazer sua gestão de Personal Branding. Além disso, os feedbacks são um indicativo de sua reputação e percepção de valor. Fique atento;
  8. Presença digital: sabemos que hoje em dia é imprescindível estar na internet. Conhecendo seu público, você saberá em quais redes sociais ou canais encontrá-lo. Marque presença nesses locais com conteúdo útil e mostre suas características únicas.

O Linkedin, por exemplo, é uma rede social focada em relacionamentos profissionais e pode ser uma excelente oportunidade de fechar negócios.

Aqui na LAB, trabalhamos com posicionamento estratégico de marca e ajudamos os nossos clientes a encontrarem a maneira certa de se comunicar e alcançar seu público. Também produzimos conteúdos que te ajudarão a ganhar a confiança de seu mercado por meio de autoridade e relevância.

Assim que você começar a fazer a gestão de sua Marca Pessoal, perceberá a diferença na maneira como as pessoas olham para você. Suas relações se tornarão mais sinceras e autênticas. É incrível descobrir que você pode ser um profissional de destaque apenas sendo você mesmo. Porque é exatamente isso o que acontece quando você usa suas características a seu favor.


0 comentários

Deixe uma resposta

Avatar placeholder

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.