O trabalho remoto, ou home office, como é popularmente conhecido, é uma modalidade de trabalho que permite aos funcionários de uma empresa se conectarem remotamente. Ou seja, não existe fronteira geográfica que limite o trabalho, basta que os funcionários tenham conexão com a internet e usem algumas ferramentas para facilitar a comunicação e garantir a segurança das informações sendo trocadas.

Adesão ao Home Office

Algumas empresas já trabalhavam ou ofereciam posições nesta modalidade, que permite inclusive a contratação de pessoas em outras cidades ou mesmo países. Mas a pandemia do Coronavírus acelerou ainda mais essa transformação. Muitas empresas que ainda não haviam experimentado o home office precisaram se adaptar rapidamente para manter as pessoas em segurança e minimizar os riscos de contágio da doença. Isso fez com que diversas pessoas precisassem improvisar um cantinho de suas residências para poder trabalhar.

Com a tecnologia que temos à disposição hoje, essa modalidade é possível em diversas empresas e segmentos. Porém, em geral, são empresas do setor privado que aderiram ao modelo, e o perfil dos trabalhadores são pessoas com formação superior que ocupam cargos administrativos.

Hoje, quase três anos depois do início da pandemia, uma pesquisa da USP mostra que a grande maioria dos trabalhadores prefere continuar em home office, mesmo trabalhando mais horas do que no escritório. Este dado mostra que o home office definitivamente veio para ficar. Porém, ainda existem uma série de desafios a serem superados. Um deles é a necessidade de uma mudança na cultura das empresas que decidiram aderir ao modelo, uma vez que é preciso gerar transformações comportamentais nas equipes.

Desafios do Home Office

A empresa deve também se preocupar com as condições físicas e emocionais de seus funcionários, para que as pessoas não se sintam desmotivadas pela falta de contato e proximidade, e nem exagerem na carga horária ou metas a serem cumpridas. 

Trabalhar em casa, à primeira vista, pode parecer extremamente atrativo, pois oferece maior privacidade, independência e autonomia, flexibilizando desde os horários até as roupas que vestimos. Sem perder tempo no trânsito e com a oportunidade de comer comida caseira, ganha-se também em qualidade de vida, com notável redução de estresse e diminuição dos gastos.

É por motivos como estes que uma pesquisa feita pela consultoria de RH Robert Half mostra que as empresas que não oferecem trabalho remoto atualmente estão perdendo a preferência dos trabalhadores, em especial das mulheres.

Porém, é preciso ter bastante atenção para não misturar o trabalho e a vida pessoal quando todas as atividades são exercidas dentro do mesmo ambiente. Existem dois riscos nesse cenário: trabalhar em excesso ou deixar a produtividade cair. Em ambos os casos, o segredo é fazer um bom gerenciamento de tarefas, buscando um equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal. A organização é uma peça-chave para essa harmonia.

Tendências

Devido à resposta positiva dos funcionários, algumas empresas já decidiram ficar definitivamente na modalidade remota. Graças à transformação digital, as empresas conseguem compartilhar suas informações e sistemas com facilidade, criando uma rede que excede a estrutura física de seus escritórios. Por isso, muitas optaram por remanejar seus escritórios e manter parte, ou mesmo toda a equipe, em trabalho remoto.

Outra alternativa é o modelo de trabalho híbrido, que mescla atividades presenciais com dias de trabalho remoto. Esse vem sendo cotado como o modelo preferido por parte das empresas e também dos colaboradores.

Segundo a pesquisa “2021 Work Trend Index”, da Microsoft, mais de 70% dos entrevistados desejam manter a opção de trabalho remoto, e 65% querem mais tempo interagindo presencialmente com suas equipes. Assim, o modelo híbrido aparece como o ideal, pois permite a flexibilidade do trabalho remoto sem perder a interação social do trabalho presencial no escritório.

Mas como vimos, para trabalhar em casa é preciso estabelecer horários, se concentrar e não cair em armadilhas como distrações e procrastinação.

Em algumas situações, trabalhar fora do escritório pode ser mais complicado do que parece.

É preciso muito foco e algumas mudanças de comportamentos e hábitos para conseguir se adaptar e estabelecer uma rotina mais funcional e saudável.

10 dicas para manter a produtividade mesmo trabalhando em casa

Foi pensando nesses desafios que separamos essas 10 dicas que irão te ajudar a organizar sua rotina de trabalho sem cair nas armadilhas da procrastinação ou falta de motivação. Confira!

  1. Organize seu ambiente de trabalho: escolha um ambiente ou cômodo da casa para trabalhar. Monte sua estação de trabalho com todas as ferramentas e dispositivos que forem necessários para o desempenho de suas tarefas.  Pense também no conforto, como a luz ideal e uma cadeira ergonômica. Essa divisão de ambientes ajuda a estimular a criatividade e produtividade, evitando distrações e demarcando os momentos de trabalho. Assim, ao final do dia, você deixa a mesa de trabalho e pode aproveitar os outros ambientes da casa com sua família. Parece algo simples, mas isso ajuda nosso cérebro a entender quando estamos em um ambiente de trabalho e precisamos de foco e concentração para realizar as atividades diárias;
  2. Faça combinados com a família: um dos maiores desafios de trabalhar em casa é conseguir estabelecer limites junto às pessoas com quem você mora. Por isso, é importante fazer combinados quanto ao horário de trabalho e os barulhos na casa. Para quem tem filhos, a dificuldade na adaptação pode ser maior;
  3. Elimine distrações: as distrações podem ser maiores e mais frequentes em casa do que no escritório, já que os ambientes se misturam. Evite coisas como trabalhar no sofá, na cama ou com a televisão ligada. Faça uso moderado de redes sociais e desative as notificações quando precisar de foco, deixando as distrações para os momentos de pausa;
  4. Se arrume para trabalhar: é claro que, se o seu trabalho permitir, você poderá optar por roupas mais confortáveis, mas tirar a roupa de dormir envia para o cérebro a mensagem de que o dia começou e está na hora de ser ativo. Além disso, é importante estar pronto para uma reunião online ou outro imprevisto que gere a necessidade de ligar a câmera;
  5. Organize sua rotina: crie uma nova rotina, com horário para acordar, tomar café da manhã e se arrumar. Além disso, estabeleça um horário de trabalho e lembre-se de respeitar o horário de almoço e fazer algumas pausas ao longo do dia. Nosso corpo precisa de rotina para ser mais produtivo;
  6. Planeje suas tarefas: não dispense o planejamento semanal. Faça combinados com sua equipe e estabeleça, se possível, metas pessoais. Isso te ajudará a não perder o foco, mantendo a motivação e o ritmo de trabalho. Crie um cronograma de atividades, e use recursos como gerenciadores de tarefas, agendas e listas;
  7. Faça pausas: tão importante quanto trabalhar com concentração é fazer pausas ao longo do dia. Levante para ir até o banheiro, faça um alongamento, e lembre-se de beber água. As pausas, além de necessárias para a saúde, têm um efeito revigorante no trabalho;
  8. Respeite o horário de almoço: muitas pessoas têm que cozinhar o próprio almoço, cuidar dos filhos e lavar a louça. Esse é um momento que você volta a “se sentir em casa”, por isso é importante que dedique esse tempo a si e a sua família. Depois, volte para o cômodo onde trabalha e retome suas atividades;
  9. Estabeleça um horário limite: saiba a hora de parar — caso contrário, você pode cair na cilada de trabalhar o dia inteiro, já que não há trânsito na ida ou na volta, por exemplo, ou nenhum outro fator externo que represente o final do dia de trabalho. Respeite o momento que estipulou para desligar a tela de seu computador e sair de sua mesa, assim como encerraria o expediente no escritório para ir embora;
  10. Mantenha uma boa comunicação com a equipe: padronize a comunicação entre seus pares, escolha um canal para trocar informações e se comunicar. No trabalho remoto, é fundamental que as rotinas sejam documentadas e que os colegas possam acompanhar o andamento das atividades. Invista em vídeo-chamadas e reuniões periódicas para manter a comunicação e o bom clima entre o grupo, isso colabora para que ninguém se sinta isolado, além de diminuir possíveis ruídos de uma comunicação assíncrona.

Viu como, com um pouco de atenção na sua rotina, o trabalho remoto não é nenhum bicho de sete cabeças? Com um bom planejamento e gerenciamento de tempo, é possível ter uma rotina produtiva e adaptada ao ambiente em que estivermos. Trabalhar remotamente exige um esforço inicial de adaptação que envolve não apenas a sua rotina, mas a de todos que vivem com você.

Já que o home office e o modelo híbrido de trabalho são a nova realidade para diversos setores e empresas, é preciso aprender a fazer combinados, estabelecer horários e manter uma boa comunicação com a equipe. Assim, podemos usufruir dos benefícios de uma vida para além dos escritórios.

A LAB é uma empresa que já nasceu digital. Nosso escritório é 100% online e nos conectamos com clientes de todo o território nacional — por isso, não importa onde você esteja, a distância nunca será um problema se quiser entrar em contato com a gente 😉 .

LAB

0 comentários

Deixe uma resposta

Avatar placeholder

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.